Outsourcing?

“Faz o que melhor sabes fazer, o resto delega a terceiros”

A frase cunhada pelo lendário escritor de práticas de gestão Tom Peters nos anos 90, continua a ser altamente relevante para muitos negócios.

Quando usado responsavelmente, o outsourcing ou a externalização, é sem dúvida uma excelente opção para optimizar custos, concentrando recursos e foco para áreas do negócio que se considerem essenciais para o desenvolvimento domesmo.

Seja qual for a área de negócio que se opte por externalizar – marketing, recursos humanos ou até mesmo produção – existe um ganho de foco e concentração de recursos perante outra área que se mantenha na estrutura da empresa.

Este ganho de foco é muitas vezes essencial para o sucesso do negócio em questão.

Se detemos uma marca de bebidas que traz largos benefícios a praticantes de desporto, gastaremos melhor o nosso tempo a demonstrar esses benefícios aos praticantes de desporto do que preocupados em construir uma unidade de produção que muitas vezes é dispendiosa e morosa na sua construção.

O facto de nos libertarmos do peso de garantir a eficácia de uma área do nosso negócio que poderá facilmente ser executada por outros, neste caso a produção, dá-nos liberdade e foco para concentrar os nossos esforços noutra área, neste caso o marketing.

Sendo absolutamente essencial dar o nosso produto a conhecer aos nossos consumidores, de forma a obtermos vendas, este ganho de foco pode ser decisivo.

Temos apenas de garantir que quem para nós produz, produz segundo os nossos parâmetros e partilha das mesmas filosofias de gestão que possuímos, evidentemente.

A utilização irresponsável da externalização ou outsourcing é particularmente  relevante quando algumas empresas procuram reduzir os seus custos loucamente, não olhando a medidas, produzindo em países em vias de desenvolvimento onde a exploração, o trabalho escravo e despreocupação ambiental é prática comum.

Fazer outsourcing de alguma área do negócio deve ser uma escolha responsável e pensada.

Aquilo que podem outros fazer com qualidade igualável ou superior à minha, representando da melhor forma os meus interesses, é normalmente uma área onde existe um benefício em terceirizar pois não será o foco do negócio.

O foco do negócio está onde mais ninguém o consegue fazer como eu.

E ai, devemos concentrar todos os nossos esforços de forma a sermos bem sucedidos.

Qualquer questão que vos surja blog@wildbran.pt

 

 

Please follow and like us: