Evitar desperdício, poupar dinheiro e o ambiente

Desperdiçamos mais recursos e com maior frequência do que julgamos.

Pensem nas embalagens que consomem durante um dia, durante um mês e depois durante um ano. São muitas embalagens.

Um dos mais actuais desafios no consumo é o número imenso de embalagens utilizadas. Estas são essenciais para manter produtos acondicionados e facilitam o seu transporte e processamento.

Têm, no entanto, um lado negro. São uma das maiores causas de desperdício um pouco por todo o mundo.

Sendo o plástico o principal material utilizado para o embalamento, a redução da sua utilização, e consequentemente a sua substituição por alternativas mais sustentáveis, como o PLA ou o papel reduziria fortemente o impacto ambiental e os custos associados ao nosso consumo.

No entanto, qualquer material que utilizemos para embalar alimentos de forma descartável constitui desperdício.

Deveríamos optar por soluções não descartáveis sempre que possível, reduzindo o número de vezes que desperdiçamos uma embalagem.

Para tal, a melhor solução é comprar produtos a granel, ou em formatos de maior volume. Servindo-os em recipientes não descartáveis que possam ser reabastecidos com a frequência necessária.

Desta forma é possível reduzir significativamente os recursos utilizados, evitando desperdícios e poupando dinheiro; sendo que quanto maior o formato da embalagem for, menor será o custo por quilograma ou litro.

Existem, no entanto, circunstâncias onde é difícil aplicar esta noção. Os produtos de conveniência , são os produtos com maior propensão para causar desperdício.

Para reduzirmos o nosso impacto nesta frente devemos optar por materiais de embalamento alternativos ao plástico e mais sustentáveis, como o PLA ou papel, já em cima mencionados.

Procurando, não obstante, do acesso a estas soluções alternativas, novas soluções, criativas e diferenciadas, com o objectivo de reduzir o desperdício até que este esteja perto da inexistência.

Devemos, em todo o caso, reciclar todas as embalagens de quaisquer produtos por nós consumidos.

Enquanto indivíduos temos a obrigação de fazer escolhas conscientes na compra de produtos. Onde escolhemos colocar o nosso dinheiro impacta fortemente a indústria.

Numa perspectiva comercial, mais do que nunca, é tempo de investir todos os cêntimos num futuro equilibrado, almejando o mínimo desperdício e a sustentabilidade.

Qualquer questão que vos surja, blog@wildbran.pt!

 

 

Please follow and like us: